Amamentação prolongada e inteligência dos bebês

Muito se fala dos benefícios da amamentação, tanto para a mãe quanto para o bebê. Mas os dados ainda mostram que as mulheres não amamentam seus filhos no tempo ideal, que é de 180 dias. Afinal, amamentar faz tanta diferença assim? A resposta é SIM.

A famosa revista The Lancet Global Health publicou mês passado um estudo brasileiro elaborado por pesquisadores da Universidade de Pelotas, no Rio Grande do Sul, e dirigido pelo especialista Bernardo Lessa Horta. Os pesquisadores envolvidos chegaram a conclusão que a amamentação prolongada pode contribuir para que a criança torne-se mais inteligente e tenha maiores rendimentos tanto na escola quanto na fase adulta.

O estudo demorou trinta anos para ser concluído, pois os pesquisadores acompanharam 3,5 mil crianças nascidas na década de 1980 e que foram amamentadas por períodos variáveis. Ao finalizar o estudo, os pesquisadores constataram que a amamentação foi benéfica para todos, principalmente para as crianças que tiveram um período mais longo de amamentação.

Outra conclusão comprovada: crianças amamentadas durante um ano tiveram rendimento escolar melhor e QI quatro pontos acima das crianças que tiveram aleitamento materno por um período incompleto de um mês.

Curiosidade: a influência do leite materno na inteligência deve-se, provavelmente, à presença de ácidos gordos saturados de cadeira longa, que desempenham papel essencial no desenvolvimento do cérebro.

Benefícios da amamentação para o recém-nascido

A amamentação é um dos meios mais eficazes para garantir a saúde da criança, que nasce com a imunidade muito baixa – por isso é importante amamentá-la até o sexto mês. Veja alguns benefícios:

  • O leite materno é um alimento bastante completo, contendo todos os nutrientes e sais minerais que a criança necessita (até o sexto mês de idade);
  • Além de provocar menos cólicas nos bebês, a amamentação previne alergias, obesidade, anemia, asma, intolerância ao glúten e contribui na formação do sistema imunológico da criança;
  • Além de ácidos gordos saturados, o leite materno possui uma molécula conhecida de PSTI, responsável por proteger o intestino sensível dos bebês;
  • A sucção ajuda no desenvolvimento da arcada dentária da criança;

Benefícios da amamentação para a mãe

  • Contribui para a volta do útero ao tamanho normal;
  • Protege contra o câncer de mama e de ovário;
  • A amamentação reduz o risco da mulher desenvolver doenças cardíacas e diabetes após a gravidez, inclusive para àquela que teve diabetes gestacional;
  • A amamentação ajuda na perda do peso, pois consome cerca de 700 calorias por dia;
  • A amamentação é uma ótima aliada da mulher contra doenças cardiovasculares.

Se você quiser aprender mais sobre crescimento, comportamento e educação infantil, cadastre seu e-mail para receber materiais exclusivos. Se você tiver alguma dúvida pontual, comente usando o formulário abaixo e eu irei te responder assim que possível.

Sobre Antônio Carlos

Antônio Carlos Nantes de Oliveira é especialista em comportamento infantil.

Autor do livro “Manual da Mudança Comportamental Passiva” e fundador do site Eduque Seu Filho. Já ajudou centenas de pais e mães a superarem os desafios de se educar e criar seus filhos, em mais de 38 anos de atuação na área comportamental.

1 Comentário

  1. Fabrícia

    Por gentileza, como faço para adquirir seu livro.
    Muito grata,

    Fabrícia

    Responder

Deixe uma resposta para Fabrícia Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>