Como educar filhos teimosos?

Todos os pais querem a resposta para essa pergunta, como educar filhos teimosos?

A verdade é que todas as crianças normais passam por uma fase de teimosia. Assim que elas percebem que podem tomar suas próprias decisões, elas começam a ignorar o que os pais dizem e querem dominar a situação.

Cabe aos pais imporem os limites, caso contrário, é exatamente isso o que vai acontecer, seu filho vai tomar conta da casa.

Mas eu sei que nem sempre essa é uma tarefa fácil, alguns pais erram por falta de autoridade, outros por excesso e a maioria por inexperiência, por simplesmente não saberem como agir quando a criança desobedece, ou tenta impor a sua vontade, geralmente utilizando artifícios sofisticados, como choros, gritos, birras, enfim tudo o que elas puderem fazer para deixar você louco(a) e sem paciência.

Se você estiver passando por essa fase difícil, fique calmo(a), nesse artigo que vou te passar algumas dicas valiosas, que vão te poupar alguns cabelos brancos antes do tempo.

Nesse artigo você vai aprender:

• Porque seu filho é desobediente?
• Como impor os limites e dizer não para o seu filho?
• O que funciona e o que não funciona com uma criança desobediente?

• Porque seu filho é desobediente?

Como eu já disse, toda criança passa pela fase da teimosia e desobediência, que tende a iniciar a partir dos 2 anos e pode perdurar ao longo de uma vida, caso você não consiga impor limites à criança.

Tente identificar a origem da teimosia, geralmente existe uma razão por trás de cada birra de uma criança.

Por exemplo, um amigo certa vez me contou que sempre que ia arrumar o seu filho para sair para passear, ele ficava de manha ou fazia aquela birra. Depois de uma análise mais profunda, meu amigo descobriu que o sapatinho do filho estava machucando seu pé.

Quando eles trocaram o sapatinho a criança voltou ao normal e as birras acabaram.

Esse é um exemplo clássico, se esse meu amigo demorasse para descobrir a origem da teimosia, ia continuar se estressando e achando que há algo errado com o filho, que na verdade, não era teimoso, só estava tentando evitar uma dor.

Nem sempre os sinais vão ser tão claros como o desse exemplo, mas é importante investigar e buscar a origem do comportamento inadequado.

• Como impor os limites e dizer não para o seu filho?

Toda criança precisa de limite, caso contrário ela tem a sensação de abandono e falta de amor.

As crianças percebem quando seus pais perdem o controlem, e elas podem achar, ou que você não a ama, o que pode abalar profundamente a sua autoestima, ou ainda, elas podem entender que estão no controle da situação, o que é muitos casos, acaba por se tornar realidade.

O segredo é usar de autoridade sem autoritarismo quando o mau comportamento surgir (choro, birras, gritos, etc) tente conversar com a criança e explicar a situação com calma, sem agressão ou ameaças de castigos.

Quem já leu meu livro “Manual da Mudança Comportamental Passiva”, já entende porque a agressão física (mesmo aquela palmadinha inofensiva), ou os castigos só resolvem o problema momentaneamente, e que inclusive pode agravar o mau comportamento da criança no longo prazo.

É, eu sei, nem sempre é fácil e as vezes você pode acabar perdendo a paciência. Se você buscava uma receita mágica sinto desapontá-lo(a), para ser um bom pai, ou uma boa mãe você terá que exercitar a autoridade mas com paciência, segurança, claridade e firmeza.

Dica:  Para educar, é preciso rotina. O comportamento , tanto o bom quanto o ruim, é formado a partir da repetição das ações, você precisa ensinar bons modos e transforma-los em hábitos, só assim você estará criando livre de maus comportamentos.

• O que funciona e o que não funciona com uma criança desobediente?

Como eu já disse, agressão física, castigos ou chantagem emocionais não funcionam. Podem resolver uma situação no momento, mas a probabilidade do mau comportamento voltar a acontecer é grande.

Dica: Eduque pelo amor e não pela dor.  Em vez de dizer “você não pode andar de bicicleta até colocar um capacete” tente “assim que você colocar seu capacete, você vai poder andar de bicicleta.

Também já disse que o que funciona é o dialogo e a criação de uma rotina, ou seja, disciplina.

Mas pode ser que você diga que o dialogo não esteja funcionando para você, e tudo bem, eu acredito, e vou deixar outra dica de ouro:

Preste atenção no seu próprio comportamento, ou no comportamento das pessoas que mais convivem com seu filho.

Os pais são os maiores exemplos para as crianças, elas tendem a repetir o comportamento aprendido com os pais, faça uma auto-avaliação dos seus próprios comportamentos, veja se você identifica aí a origem do mau comportamento do seu filho.

Se conseguir se identificar, será fácil resolver o problema, mude os seus hábitos ruins e vai ver o seu filho vai se transformar numa criança educada, obediente e bem comportada.

Se você quiser saber mais sobre mudança comportamental infantil, cadastre cadastre seu e-mail em minha lista para receber materiais exclusivos.

Se você tiver alguma dúvida pontual, comente usando o formulário no final dessa página, eu mesmo respondo aos leitores na medida do possível.

Sobre Antônio Carlos

Antônio Carlos Nantes de Oliveira é especialista em comportamento infantil.

Autor do livro “Manual da Mudança Comportamental Passiva” e fundador do site Eduque Seu Filho. Já ajudou centenas de pais e mães a superarem os desafios de se educar e criar seus filhos, em mais de 38 anos de atuação na área comportamental.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>